Você sabe o que é o funil de vendas? Descubra aqui!

Publicado em 25/03/2021 por Jeniffer Cazelato

Que eu falo da importância do funil de vendas e da importância de sabermos as etapas dele, eu estou falando muito sério coisa linda.

Não importa qual o tipo de produto ou serviço que você vende, quando se fala em marketing online, há diversas técnicas que podem ser utilizadas. E-mail marketing, redes sociais, Search Engine Optimization (SEO), experiência do usuário…

Pois é, são muitas as opções oferecidas na web. Porém, há uma estratégia que reúne todas elas e agrada a gregos e troianos: o inbound marketing, que nada mais é do que o marketing de conteúdo.

Ela é baseada no funil de vendas, uma metodologia que possui diversas etapas, cuja finalidade é transformar um simples visitante em um comprador. Quem me acompanha no Instagram sabe o quanto falo sobre funil de vendas e cada uma de suas etapas, certo?

Neste artigo, você saberá o que é o funil de vendas e como ele pode ajudar a melhorar os resultados do seu negócio. Confira o artigo a seguir e comece a utilizá-lo agora mesmo!

O que é o funil de vendas?

Basicamente, o funil de vendas é uma ferramenta de marketing que tem como objetivo atrair, converter, fechar um negócio e encantar o consumidor. É o caminho que o seu possível cliente percorre desde o momento que te descobre, até o momento que efetivamente compra o seu produto ou serviço.

Uma de suas principais características é que, ao contrário do que acontece nos anúncios e links patrocinados, a iniciativa parte do consumidor. Ou seja, é ele quem inicia um diálogo com a empresa, facilitando a conversação.

A analogia ao funil é simples: usuários que ainda não conhecem a marca estão fora do funil. Ao terem um primeiro contato com a empresa, se localizam no topo do funil. Depois de iniciarem um diálogo, no meio. E, ao fim, elas saem do fundo do funil como clientes.

Não entendeu? Não se preocupe, pois vamos exemplificar mais a fundo a seguir.

Quais são as etapas do funil de vendas?

Topo do funil

Nessa etapa, o usuário sequer sabe que tem um problema. Aqui, o objetivo é atraí-lo até seu perfil do Instagram ou uma das páginas do seu blog. É aqui que muitas vezes você se questionará: “Nossa, isso é tão superficial”.

Para isso, são criados posts para o Instagram e artigos com palavras-chave que correspondem às dúvidas da persona. Assim, elas encontrarão seu blog por meio do Google e outros buscadores.

Essa é a parte em que se produz mais conteúdo, já que a função é atingir o maior número de pessoas possível e, a seguir, identificar quais delas podem se tornar clientes.

Meio do funil

Ao ler o conteúdo, e reconhecer que existe uma solução para um problema, o usuário fará o primeiro contato com a empresa.

Geralmente, uma conversão é contabilizada quando o visitante se inscreve em uma newsletter em caso de blog. Ou seja, solicita à empresa que envie mais conteúdo sobre o assunto e torna-se um lead.

Inicia-se, assim, um relacionamento entre os dois. A partir desse momento, é preciso nutrir o inscrito (ou seguidor) com informações relevantes e que possam ajudá-lo a resolver adversidades do dia a dia.

Fundo do funil

Perceba que, depois das etapas anteriores, o usuário já confia na marca e a enxerga como uma autoridade no assunto.

As plataformas de e-mail marketing indicarão aqueles que estão mais engajados. Ou seja, abrem mensagens com regularidade, baixam conteúdos, clicam em links etc. Então é chegado o momento de fazer uma oferta e, certamente, as chances de fechar um negócio são muito maiores graças aos passos anteriores.

Agora você já sabe o que é o funil de vendas e está preparado para colocá-lo em prática na sua empresa. Seu negócio já aplicou essa técnica? Conta pra mim?

Mande seu recado!

Receba novidades e conteúdos exclusivos!
Open chat
Fale comigo agora